São Gonçalo, 21 de Abril de 2019

Com reservas, Flamengo empata com o Volta Redonda e pode deixar o G-2 da Taça Rio
16/03/2019 21:18 em Novidades

Mesmo com os garotos, o Rubro-Negro criou várias chances e viu o goleiro Douglas Borges fechar o gol do Voltaço que segurou o 0 a 0

 

Por Weliton Labarra

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Na noite deste sábado(16) no Maracanã, o técnico Abel Braga optou por um time reserva e se não os erros de arbitragem, que deixou de marcar um pênalti e anulou um gol legal de Hugo Moura, o Flamengo poderia ter tido um resultado melhor, mas acabou ficando no empate sem gols contra o Volta Redonda, em partida válida pela quarta rodada da Taça Rio.

Com o empate, o Rubro-Negro chegou aos oito pontos, na vice-liderança do Grupo B e ainda pode sair do G-2 da Taça Rio caso a Cabofriense vença o Vasco. Já o Voltaço segue firme por vaga as semifinais com sete pontos, em segundo da chave B.

Os comandados de Abel Braga voltam a campo na próxima terça-feira (19), às 20h, para enfrentar o Madureira, com mando de campo do tricolor suburbano. Por sua vez, o Volta Redonda vai visitar a Cabofriense, na quinta (21), às 19h30, no Correão.

 

JOGO

Com muitos garotos em campo, o Flamengo demorou a se encontrar na partida e com isso o Volta Redonda criou suas melhores chances de jogadas áreas em pelo menos duas vezes, entre elas, na cabeçada perigosa de João Carlos que tirou tinta da trave de Gabriel Batista.

O rubro-negro teve uma grande chance com Rodinei que bateu de canhota, mas Douglas defendeu. Em um primeiro tempo muito movimentado as duas equipe tentavam, mas faltava caprichar no último toque. O Voltaço quase fez com Marcelo. Depois Uribe desperdiçou ao bater cruzado e a boal desviou na zaga visitante. No último lance da etapa inicial, Arrascaeta pegou a sobra do arqueiro Douglas que saiu mal e o uruguaio pegou de primeira e por pouco não fez um golaço.

O Tricolor do Aço não abriu mão de ser defender e o Flamengo seguia tendo posse de bola onde buscava o gol a todo momento. Aos 15, Miguel Trauco cobrou falta com maestria e Douglas Borges fez um milagre para salvar o adversário. A única chance que o rival teve saiu dos pés de Marcelo, mas Gabriel Batista fez grande defesa e mandou para escanteio.

O técnico Abel Braga resolveu colocar Diego em campo e assim o time cresceu ainda mais. Empurrado pela sua torcida , o Mais Querido não se intimidou e foi com tudo atrás de um gol que valeria muito. O atacante Uribe teve sua melhor chance. Após cruzamento de Arrascaeta, o colombiano carimbou o travessão do Volta Redonda. No lance seguinte, o uruguaio tentou de cobertura e novamente Douglas Borges salvou o rival.

 

Mesmo sem tanta organização, o Flamengo teve um pênalti ignorado pelo árbitro Pathrice Wallace Maia que não viu toque de mão do zagueiro Luiz Paulo, em dividida de bola com Rodinei e Klebinho. Os visitantes seguiam se defendendo da pressão rubro-negra que ainda conseguiu balançar as redes com Hugo Moura, aos 46 minutos do segundo tempo. No entanto, o assistente viu impedimento onde não tinha e anulou o gol do camisa 17.  

Flamengo: Gabriel Batista; Rodinei, Thuler, Hugo Moura e Trauco; Piris da Mota, Ronaldo (Renê), Arrascaeta e Lucas Silva (Diego); Vitor Gabriel (Klebinho) e Uribe. Técnico: Abel Braga.

Volta Redonda: Douglas; Luis Gustavo, Allan, Heitor e Luiz Paulo; Bruno Barra, Bileu (Gelson) e Marcelo; Douglas Lima (Alyson), Wandinho (Fernandinho) e João Carlos. Técnico: Toninho Andrade.

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!

Seja um padrinho da Esporte Metropolitano! A partir de 1 real você nos ajuda a produzir o melhor conteúdo para você! Clique na imagem abaixo e saiba mais: